quarta-feira, 14 de março de 2018

Agenda - Sérgio Godinho em Ílhavo

Sérgio Godinho apresenta "Nação Valente"
Casa da Cultura de Ílhavo
17 de Março de 2018 - 21.30h
Lotação Esgotada!

Já nem precisava de fazer promoção a este concerto, a lotação já está esgotada e agora, só se houver alguma desistência é qie podem arranjar bilhete.
Mas tinha de fazer um post a falar de "Nação Valente", o seu disco recentemente lançado que, posso dizê-lo com toda a segurança e sem desprimor para os outros, é o melhor disco que fez, desde o "Domingo no Mundo".
Recheado de excelentes canções, é com "Grão da Mesma Mó" que começa:


E rapidamente ficamos hipnotizados, eu fiquei de tal maneira que, na primeira vez que o ouvi, acabei a ouvir três vezes seguidas. O disco está uma verdadeira Maravilha!
Ah, sábado vou lá estar, depois conto como foi.

Agenda - Quarto Quarto no Mercado Negro

Quarto Quarto + Cosmic Mass + Mendiratta
Auditório da Associação Cultural Mercado Negro
16 de Março de 2018 a partir das 22h
Bilhetes a 5€

Vai ser uma espécie de Mini-Festival, uma noite para conhecer novas bandas que vai valer a pena.
Vamos ter duas bandas novas de Aveiro os Mendiratta e os Cosmic Mess e uma banda. os Quarto Quarto, que venceu merecidamente o Festival Termómetro e vem novamente a Aveiro, tocar muito mais canções que as que tocaram naquele evento que lhes deu entrada directa no Bons Sons deste ano e no Alive. Venham vê-los, antes que eles comecem a dar cartas.
A propósito de cartas, "Poker" é o seu primeiro vídeo:

Agenda - Senza no Teatro Aveirense

Senza - pré-lançamento de "Antes da Monção"
Teatro Aveirense - 16 de Março de 2018 - 21.30h
Bilhetes a 5€

Assim quase de mansinho, os Senza chegam ao segundo álbum, "Antes da Monção" é o nome do disco e "Goa" é o primeiro avanço desse disco:

Depois deste concerto, eles vão andar por aí e o mais certo é que se cruzem com eles, eu aconselho vivamente.
Fiquem aqui com algumas das datas já agendadas:

Mas antes disso, venham ao Teatro Aveirense, vai ser uma festa bonita.

Agenda - 47 de Fevereiro no GrETUA

47 de Fevereiro apresentam "Luta Pela Manutenção"
GrETUA- 15 de Março de 2018 - 22h
Bilhetes a 4€ p/ reserva, 5€ no dia ou 12€ c/ CD

É já amanhã que os 47 de Fevereiro começam a Tour de apresentação do seu álbum de estreia "Luta Pela Manutenção".
Vai ser uma noite de rock a rodos, temperada por instrumentos, ligeiramente estranhos à sonoridade,  muito boa atitude e uma multiplicidade de línguas, por vezes numa só canção. Em suma, é uma banda de Fute-Rock e mais nada.
Vai ser uma noite enérgica, não faltem!
Este foi o primeiro vídeo que os deu a conhecer:

Fiquem a saber um pouco mais sobre a banda, clicando em Ler Mais.

Lavoisier no Acorda à Tarde - Report

Lavoisier no Acorda à Tarde
28 de Janeiro de 2018 - Fábrica das Ideias

O primeiro concerto da 3º Edição do Acorda à Tarde, contou com os Lavoisier. Mestres na reinvenção da música tradicional portuguesa, o duo trouxe-nos, não só, as canções de "É Teu", o seu mais recente álbum, mas também outras com que eles, desde o seu início em Berlim, foram enriquecendo a nossa música.

terça-feira, 13 de março de 2018

9º Aniversário d'A Certeza da Música - Report


9º Aniversário d’A Certeza da Música
com O Gajo, Senhor Vulcão e Miguel Calhaz
20 de Janeiro – Fábrica das Ideias – Gafanha da Nazaré
(Texto publicado na Revista Txi)

Já dizia o poeta: “…o homem sonha, a obra nasce…” e foi muito perto do sonho que andou a noite que serviu para comemorar o 9º aniversário do blog A certeza da Música. Foi uma verdadeira celebração da, muito boa, música portuguesa o que mais de uma centena de pessoas pôde assistir. No fundo não se tratou de celebrar “apenas” a música, tratou-se de celebrar todos os que fazem as coisas por amor e sem grandes objectivos comerciais, vão levando a água ao seu moinho.

Lince no Teatro Aveirense - Report

Lince na Sala Estúdio do Teatro Aveirense
18 de Janeiro de 2018
(Texto publicado na revista Txi) 

Moonshiners no São Gonçalinho - Foto Report

Moonshiners no São Gonçalinho
12 de Janeiro de 2018

Em boa hora a organização das Festas em Honra de São Gonçalinho, decidiram convidar os Moonshiners para a noite de sexta.
A tenda ficou pequena e nem a chuva, que não era pouca, demoveu o povo da possibilidade de ver os seus novos "heróis" musicais da cidade.
Foi uma bela noite de festa, aqui ficam algumas imagens.

Riding Pânico + Iguana Garcia no Teatro Aveirense - Foto-Report

Riding Pânico + Iguana Garcia @ Sala Estúdio do Teatro Aveirense
11 de Janeiro de 2018

Foi o primeiro concerto do ano e começou uma tendência de casa cheia.que até ao dia em escrevo, ainda não se alterou.
O Iguana Garcia e Riding Pânico não deixaram os seus créditos por mãos alheias e puseram toda a gente a mexer.
Foi uma noite de celebração de "Rock Espacial" que proporcionou uma bela viagem sonora.
Aqui ficam algumas imagens.

segunda-feira, 5 de março de 2018

Agenda - The Legendary Tigerman em Aveiro


The Legendary Tigerman apresenta Misfit
10 de Março de 2018 - Teatro Aveirense
1ª parte - Sean Riley
Bilhete - 14€ c/ CD incluído

A plateia já esgotou, mas ainda podem comprar bilhetes para o balcão, sábado vamos ter uma celebração do Rock, pela mão do The Legendary Tigerman e ninguém pode faltar.
O concerto promete ser explosivo!


Agenda - Concerto Pela Afectu


Concerto Solidário a favor da Afectu
Orquestra Ligeira da Banda da Quinta do Picado
10 de Março de 2018 
Centro Cultural e de Congressos de Aveiro
Entrada - Donativo de 3€


Dia 10 de Março, pelas 21h30, o Centro Cultural e de Congressos de Aveiro recebe a Orquestra Ligeira da Banda da Quinta do Picado para uma noite solidária a favor da Afectu.

Sensibilizada pela causa animal e disposta a ajudar a associação nesta fase que atravessa, a Banda Quinta Do Picado, através da sua Orquestra Ligeira, dispuseram-se a proporcionar ao público um serão onde a sua receita reverterá na integra para a associação, em mais uma acção que visa a ajuda ao abatimento das dividas existentes e às despesas correntes.

Este evento tem o apoio da Camara Municipal De Aveiro.

A entrada é feita através de um donativo de 3€.

Amigos e Amigas, mesmo que não possam ir ao concerto, façam o vosso donativo, é por uma grande causa.

Agenda - L. Mantra em Aveiro

L. Mantra - Auditório da Associação Cultural Mercado Negro
9 de Março de 2018 - 22h
Bilhetes a 4€

No início do ano, falei sobre o disco de estreia - https://acertezadamusica.blogspot.pt/2018/01/l-mantra-l-mantra.html - agora, com alguma pontinha de orgulho, confesso, apresento o primeiro concerto dos L MANTRA em Aveiro.
Eles são Madalena Palmeirim e João Teotónio. Tendo ambos um percurso musical ligado a projectos como Nome Comum e ÖLGA, esta colaboração surgiu espontaneamente, quando se encontraram em casa de um amigo e resolveram juntar as suas vozes.
Rapidamente passaram da sala-de-estar para o estúdio de gravação e o resultado foi o seu disco homónimo de estreia, um conjunto de canções imersas num universo lo-fi que, apesar do seu minimalismo depurado, tem em si uma complexidade própria que embrenha o ouvinte numa espécie de sonho distante e intemporal mas, ao mesmo tempo, íntimo e caloroso.​
Aqui deixo um vídeo para irem conhecendo a sua música e ficarem com vontade de vir vê-los ao Mercado Negro:

Torcido - Cabaça

Torcido - Cabaça

Graças ao facebook, descobri esta pequena maravilha, "Cabaça" de seu nome, é o disco de estreia dos Torcido - https://www.facebook.com/torcido.pt/ - banda constituída por André Nunes, David Estevão, Pedro Santos, Sofia Nereida e Teresa Campos.
A sua música é uma bela surpresa e vale a pena pegar no "Cabaça" e dar-lhe toda a atenção que ele merece.
Algum experimentalismo, até pela utilização de instrumentos menos convencionais e o português muito bem trabalhado que, tal com a música que agarra a cada audição.
Aqui podem ouvir o disco na totalidade e ao mesmo tempo comprovar que é fácil ficar encantado com os Torcido:


Clicando em ler mais, ficam a conhecer um pouco mais da história desta banda que me parece vir a ter um belo futuro.

Birds are Indie - Local Afairs - 1º Avanço

Birds are Indie - Come into the Water
1º Avanço de "Local Afairs" (saída prevista a 20 de Abril)

O futuro álbum dos Birds are Indie está quase a chegar, mas para não desesperarmos, já temos "Come Into The Water", o single de avanço que nos deixa de água na boca à espera do resto.

O vídeo é feito pelo Bruno Pires e, além de muito divertido e a puxar às palminhas, deixa-nos a sonhar com o Verão.
Dêem-lhe uma olhada:


Quando clicarem em ler mais, ficam a saber mais algumas coisas sobre o disco e encontram a agenda dos primeiros concertos da Tour.

Eduardo Moreira - Plural Vol 1.


Eduardo Moreira - Plural Vol.1

O Eduardo Moreira é compositor, produtor e técnico de som. Este rapaz, originário de Chaves, tem um percurso académico ligado, desde sempre à música. Recentemente, decidiu mostrar a música que traz dentro de si e lançou "Plural - Vol.1", um E.P. cheio de "filigrana" sonora que vale a pena conhecer e ouvir, entrem "sem medos" neste pequeno mundo que o Eduardo criou para nós::



Natanael Ramos – Islander’s Dilemma

Natanael Ramos - Islander's Dilemma
Disco apreciado por Miguel Estima

Existe sempre uma condicionante que vem quase propositadamente quando me chega um disco. Todos os momentos são bons momentos para a audição cuidada. E nestes últimos dias de Fevereiro eis que me chega o disco de Natanael Ramos, trompetista das ilhas Canárias que lançou recentemente o seu disco Island’s Dilemma.

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Agenda - Linda Martini na Gafanha da Nazaré

Linda Martini apresentam Linda Martini
Fábrica das Ideias - Gafanha da Nazaré
3 de Março de 2018 - 22.30h
Bilhetes a 12€

Sábado os Linda Martini vêm apresentar o seu mais recente álbum que tem o mesmo nome que a banda.
Todos os espectáculos desta banda têm algo de único, mas este vai sê-lo particularmente, pois, este concerto está integrado na programação do Palheta, e por isso vai contar com a participação especial de Marionetas Mandrágora.
Se faltassem razões, esta participação especial torna-o  num concerto de visualização obrigatória.
Boca de Sal, é uma das canções que fazem parte dos disco:

Se carregarem em ver mais, encontram a programação completa do Palheta.

Agenda - Rui Oliveira em Aveiro

Rui Oliveira - Poemas e Canções
2 de Março - 21.30h
CETA - Círculo Experimental Teatro Aveiro


Agenda - Ela Vaz em Albergaria a Velha


Ela Vaz no às Quintas
Café-Concerto do Cineteatro Alba
1 de Março de 2018
Entrada Gratuita

Após dar rosto e voz a diversos trabalhos musicais na área do Fado e da Música Popular, Ela Vaz aventura-se pelo seu próprio caminho. Preparado ao longo de quase três anos em colaboração com o produtor e arranjador Quiné Teles, o disco EU conta com a participação de autores e compositores tão diversos como Amélia Muge ou Nuno Camarneiro.
Além dos temas originais, como, por exemplo, este "Amar é Ser Quem Sou":
Ela Vaz canta José Afonso, José Mário Branco e Pablo Neruda/Víctor Jara, refletindo uma parte importante do seu vasto universo de referências musicais.
Voz - Ela Vaz
Bateria e Percussão - Quiné Teles
Piano - Pedro Almeida
Guitarra Acústica - Nuno Caldeira

Agenda - Golden Slumbers em Aveiro

Golden Slumbers - Novas Quintas
1 de Março de 2018 - Sala Estúdio do Teatro Aveirense
Bilhete a 5€


É já quinta-feira que vamos receber as Golden Slumbers em Aveiro, ainda estão a rodar "New Messiah" o seu álbum de 2016, mas dada a capacidade criativa das princesas da Pop portuguesa, não me admirava nada que já apresentassem novas canções.
Também não me admiro que não toquem "My Love is Drunk", a canção que as "apresentou" ao mundo, mas como gosto muito dela, deixo aqui o vídeo

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Sean Riley - California - 1º Avanço

Sean Riley - L.A.
Álbum - California (saída prevista para Abril)

O Afonso Rodrigues, também conhecido como Sean Riley, foi aos Estados Unidos, participar na gravação de "Misfit", o álbum de Paulo Furtado (The Legendary Tigerman) gravado no racho de La Luna.
Durante a viagem, por vários quartos de Motel, acabaram por ir gravando "California", o álbum de estreia de Sean Riley a solo que irá sair em Abril.
O resultado e a amizade deles são tão bons que vão replicar a Tour de lançamentpo de "Shangri-La" dos Wray Gunn que contou com Sean Riley and The Slowriders a lançar "Farewell", desta vez com Sean Riley a solo, a abrir para The Legendary Tigerman.
Poderão encontra-los nos seguintes dias e locais:
22/02 - Lisboa, Lux Frágil 
02/03 - Porto, Hard Club 
09/03 - Arcos de Valdevez, Sons de Vez 
10/03 - Aveiro, Teatro Aveirense 
15/03 - Évora, Teatro Municipal Garcia de Resende 
16/03 - Castelo Branco, Teatro Avenida 
17/03 - Alcobaça, Cine-Teatro de Alcobaça João D'Oliva Monteiro 
23/03 - Tondela, ACERT 
24/03 - Braga, Theatro Circo
Os concertos prometem e o disco de estreia do Afonso, também.
Aqui fica "L.A.", o primeiro single a ser divulgado.

Crónicas - Desistir é Para os Fracos

Desde que A Certeza da Música foi sendo conhecida, tenho sido convidado para colaborar com algumas publicações, nomeadamente a Insomnia Magazine e a revista Txi (revista cultural da região de Aveiro, com distribuição gratuita).
Alguns desses artigos são intemporais, como tal, decidi começar a publicação destes, também aqui.
O primeiro que partilho, saiu no nº1 da Revista Txi, em breve publicarei outros, espero que gostem.

terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Agenda - Moonshiners no Mercado Negro

Moonshiners apresentam "Prohibition Edition"
23 de Fevereiro de 2018
Associação Cultural Mercado Negro

"PROHIBITION EDITION" | Lançamento Oficial 🎙
No próximo dia 23, fica oficialmente disponível física e digitalmente o nosso 1º álbum. Este disco foi gravado ao longo de um ano e apresenta canções muito diferentes entre si, rítmica e melodicamente.
Cada tema tem um B.I. próprio, por vezes várias nacionalidades. 10 canções para homens sensíveis e mulheres de barba rija.
Após os concertos no Auditório, A banda, a Maria Inês Santos e o João Nuno Silva (DJ Johnny Red), estarão a celebrar a edição do "PROHIBITION EDITION" com um dj Set que promete fazer desta festa, uma noite inesquecível.
 Posso garantir que vai ficar tudo um bocadinho Tipsy:

Agenda - Panado + El Señor em Aveiro

Panado + El Señor - Auditório da Associação Cultural Mercado Negro
22h -  Entrada a 5€ (4€ com pré-reserva} 
com lotação máxima limitada a 80 pessoas.


As Sextas-Feiras de Quaresma querem-se de modéstia e contenção, mas como a Tago Mago e a Covil são uma espécie de parceria laica, voltamos ao nosso auditório p'ra vos pôr um prato de carne na mesa (ou de tofu, calma):

El Señor

Ouvir: https://el-senor-music.bandcamp.com/releases

Alinharam-se os astros e não há como ignorar que surgiram de um milagre. O Éder marcou, a cidade sempre vazia encheu-se de gente e, no meio da desbunda, nasceram com poucas palavras em frente a uma rulote. Banda de verão que não se importa de ser de inverno, se lá chegar. Um ié-ié minhoto mais pop do que rock, mais rock do que punk, tão punk quanto o vira.

Panado

Ouvir: https://ospanado.bandcamp.com/

Formados pelo Diogo na guitarra e na voz, Lourenço no baixo e na voz, e Bernardo na bateria, os Panado utilizaram o seu 2016 da melhor forma, fazendo o máximo de barulho possível por metro quadrado e a feliz consequência está prestes a sair cá para fora. Sem antecedência de aviso ou um EP para quebrar o gelo, os Panado dizem agora olá ao (sub)mundo, com "Juventude Coxa".

Agenda - Cristina Branco em Ílhavo

Cristina Branco Apresenta "Branco"
23 de Fevereiro - 21.30h - Casa da Cultura de Ílhavo

É já esta sexta-feira que Cristina Branco vem à Casa da Cultura de Ílhavo apresentar "Branco", o seu mais recente disco.
Neste disco, à semelhança dos anteriores, traz uma série de colaborações que a "libertam" do espartilho do fado e tornam a sua música numa outra coisa.
Outra coisa essa que torna obrigatória a nossa presença no seu concerto, até porque quase que é mais fácil vê-la na Holanda que por cá. Por isso, aproveitem e venham encantar-se.
Em jeito de aperitivo, deixo-vos o vídeo de "Este Corpo", o primeiro single do disco que conta com letra e música do Filipe Sambado.




quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Mazgani no Theatro Circo - Report

Mazgani no Theatro Circo - 2 de Fevereiro de 2018
Texto e Fotos de Miguel Estima


Mazgani era uma das propostas mais aliciantes deste primeiro fim de semana de Fevereiro no Theatro Circo. Veio apresentar o mais recente disco The Poet's Death lançado no passado ano.
Os músicos que o acompanharam em Braga foram: Vítor Coimbra no baixo, Isaac Achega na bateria, Manuel Dordio na guitarra, tendo como convidado especial o guitarrista Peixe.

O apoteótico concerto durou cerca de hora e meia, começou com The Faintest Light, e terminou com Broken Tree.
Para o encore, escolheram os temas "Blow Wind" e "Strike Your Drum", este já cantado no meio da plateia.

 A festa, que até conseguiu colocar os mais sisudos assistentes de sala quase em estado de sitio, foi bonita e deixou o público completamente rendido e de sorriso no rosto.
Encontram mais fotos na página de facebook deste blog.

O alinhamento completo foi:
- The Faintest Light
- Bible Black
- Absent Lover
- Send The Word
- The Poet's Death
- Dust In The Sun
- Your Voice Grows Dry
- Dog At Your Door
- Rebel Sword
- The Traveler
- Breath Of Gold
- Loving Guide
- Mercy
- Broken Tree

. Blow Wind
- Strike Your Drum   

César Cardoso – interchange

Disco apreciado por Miguel Estima 

Lançado no passado dia 10 de Fevereiro, este novíssimo disco do César Cardoso, músico que lançou recentemente o livro ” Teoria do Jazz”, para além de ser mentor da Orquestra de Jazz de Leiria e integrar o colectivo Desbundixie.
Aqui em formato quarteto com os músicos Bruno Santos na guitarra, Demian Cabaud no contrabaixo e André Sousa Machado na bateria. O quarteto contou com a participação especial do saxofonista Porto Riquenho Miguel Zenón, um músico notável e líder dos San Francisco Jazz Collective, que ainda em 2016 marcaram presença no 25º aniversário do Guimarães Jazz.
O disco conta com essa pitada de toque americano, que por vezes sentimos necessidade para quem está deste lado do Atlântico. O jazz tem um ritmo mais brilhante, sendo mais complexo musicalmente falando, contudo é um disco com uma forte componente melódica. Sentimos uma necessidade de voltar a ouvir novamente, de tão suave que entra a cada instante no nosso universo auditivo. Coincidência ou não e estar a fazer a critica no dia de São Valentim, este disco é um excelente disco para ouvir a dois, num momento mais relaxado, como companhia perfeita para desfrutar o momento. Mais um disco que será nos irá figurar numa lista de melhores de 2018!

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Agenda - PZ em Aveiro

PZ no Café Maravilhas
Strings Clubbing Sessions
17 de Fevereiro de 2018 - 23h

Já desconfiava que era a primeira vez que o PZ - provavelmente o cantor de intervenção mais contemporâneo que temos - vinha pela primeira vez a Aveiro.
Para vosso bem, não percam este concerto!
O texto de apresentação do evento, confirma-o.
PZ e a sua Tour do "Império Auto-Mano" chegam finalmente a Aveiro, mais concretamente ao Maravilhas, no âmbito das Strings Clubbing Sessions. Dizem que a Veneza portuguesa nunca terá visto nada assim. 
Os stocks de croquetes prometem esgotar e os Chewbaccas estão já em sentido! 
 O início de actuação do PZ será às 00hrs seguindo-se os djs sets de Fulano47 e Nave Mãe. 
 Com PZ quem ganha é você! 
 Condições de Acesso: 6strings c/ bebida de oferta (cápsula / cerveja / sumos) 
 23pm às 6am

Agenda - :Papercutz no Teatro Aveirense

:Papercutz - 15 de Feveiro - 21.30h
Sala Estúdio do Teatro Aveirense
Bilhetes 3€

Para esta sessão do Há Quinta no Estúdio, a Covil convidou os :Papercutz. Espero que o novo hábito de encher esta sala à quinta-feira se mantenha. Não percam!

"Os :PAPERCUTZ tem vindo a desvendar a sua nova sonoridade em festivais entre Ásia e Estados Unidos. A nova vocalista, Catarina Miranda conhecida pelo seu trabalho como Emmy Curl, é um dos elementos responsáveis por essa nova abordagem sonora, evocando harmonias pop e motivos corais encontrados em geografias não ocidentais. Polirritmia e melodias interpretadas por sintetizadores analógicos, batidas urbanas, texturas ambientais e percussões de raiz tribal são outros dos elementos que se dispersam pela estética renovada do projecto Portuense."
 Preço: 3€

OIOAI - X - "Pintar o Mar" - 2º Single

OIOAI - X
(Lançamento a 23 de Fevereiro)

Adoro bandas com história e os OIOAI são um caso desses. Ao terceiro álbum a formação original - constituída por Pedro Puppe, João Neto, Bernardo Barata e João Pinheiro e agora com o João Gil a fazer parte também, edita o seu primeiro disco em conjunto, e só isso, já valia a pena celebrar.
Já lançaram "Ela Melhora", e na semana passada, presentearam-nos com "Pintar o Mar". Eu já tinha saudades de ouvir canções que "dizem coisas", canções com causas, que nos agarram, não só pela música, mas com uma letra cheia de significado. Fico contente por serem estes "maduros" a fazê-lo.
A história da canção é assim contada, na primeira pessoa, pelo Pedro:
"Esta canção escrevi-a de seguida, depois de ir a uma sessão de esclarecimento sobre o tema. Senti que a questão ainda não tinha chegado à maior parte das pessoas e que precisava de se tornar mais pública. Lembrei-me do que se fez pelas gravuras de Foz Côa... 
Meses mais tarde acabou por ser uma das organizações integrantes dessa sessão a fazer com que este vídeo exista, a Quercus na pessoa do Jorge Infante. 
Espero que mais de nós acordem para esta triste realidade que põe em causa o futuro, não se trata só do Algarve mas do mundo inteiro. 
O aquecimento global é uma realidade que temos de enfrentar AGORA. Seremos todos Trumpes?"
O excelente vídeo é este:

O disco vai sair a 23 de Fevereiro e o concerto de lançamento está marcado para 3 de Março no Musicbox em Lisboa.
Estejam atentos ao "X", desconfio que vai valer a pena.

The Twist Connection - Who Are These People - 1º Avanço

The Twist Connection - Who Are These People
1º Avanço do Álbum "The Twist Connection"
(previsto para Maio)

Pois é, dois anos depois, já estão prestes a editar o seu segundo álbum. Para nos irem aguçando a curiosidade, lançam "Who Are These People", o primeiro avanço do que se prevê facilmente, vir a ser um grande disco.


É ao vivo que eles se sublimam e, nesta altura do ano, já levam seis concertos cumpridos (três em Portugal, dois na Galiza e um em Espanha).
Até Março ainda os poderão ver nas seguintes datas e locais:

9 de Março/ Maus Hábitos, Porto
17 de Março/ Sede BMA, Amarante
29 de Março/ CAE, Portalgre
30 de Março/ Salão Brazil, Coimbra

Depois sairão muito mais datas, pois desconfio que este será o ano deles.

Suave - Perdido - 1º Avanço

Suave - Perdido
1º Avanço de Português Suave 
(Previsto para 13 de Abril)

Ainda estou a "digerir" os discos que 2017 nos trouxe e já começam a sair em catadupa, muitas das novidades que nos vão alegrar este novo ano.
Uma delas é a passagem, pelo menos temporária de Nick Nicotine para as canções na nossa língua.
O primeiro avanço é perdido que surpreende, ao mesmo tempo que diverte. É um pouco estranho vê-lo neste registo, mas ao mesmo tempo, dá gosto ver.
O álbum sairá a 13 de Abril e o primeiro concerto está agendado para o dia 27 desse mês no Music Box.
Fiquem com o, divertido, vídeo de "Perdido".




terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Agenda - Benjamim no Teatro Aveirense

Benjamim - 8 de Fevereiro de 2018
Novas Quintas - Sala Estúdio do Teatro Aveirense

É já esta quinta-feira que Benjamim regressa a Aveiro. Com ele vêm, não só, as canções do seu álbum mais recente - "1986" - feito em parceria com o inglês, Barnaby Keen, mas também algumas  de "Auto-Rádio", o seu disco de estreia como Benjamim.
A acompanha-lo neste concerto, vem o cúmplice do costume - António Vasconcelos Dias - e também o Nuno Lucas e o João Correia, que o acompanham quando ele pode tocar em "formato grande".
Vai ser sem dúvida um concerto memorável para o qual restam pouquíssimos bilhetes.

Os bilhetes custam 5€, mas se englobarem o bilhete para os Papercutz, ficam com dois concertos por 6€.

Para treinarem deixo o vídeo da sua participação no, já saudoso, programa No Ar.

Lithium – Red


Disco apreciado por Miguel Estima

Um dos melhores discos que me chegou neste mês de Janeiro, foi este “Red” dos Lithium. Um disco transversal em nacionalidades já que o quarteto é composto por três finlandeses e ainda com o “nosso” André Fernandes. Na tour ainda vão contar o saxofonista Gianni Gagliardi, catalão mas radicado em Nova Iorque.
 O disco tem um toque limpo, com as camadas certas de ritmo e harmonia. Nem exageros, nem grandes artefactos, contudo estamos perante um brilhante disco que conta com uma energia contagiante. Desde o Bruin Bay escrito pelo pianista Alexi Tuomarila, o disco vai num viagem no tempo por um Falling do baterista Joanne Taavitsainen, mas a bateria é muito mais vibrante no tema seguinte Interstellar.
Mas se os três primeiros temas já nos deixam rendidos, o restante do disco é uma pura degustação gourmet destes brilhantes músicos. Sou suspeito a falar do André Fernandes (guitarrista) porque admiro a forma como tem vindo a progredir como músico e a presença em grupos internacionais, mas surpresa vai para o pianista Alexi Tuomarila que tem uma forma muito peculiar de tornar cada acorde, criando um momento único nos temas.
Está muito bem misturado já que a presença da bateria do Joanne Taavitsainen e o baixo do Joonas Tuuri, não entram em conflito. Uma das coisas que me agradou mesmo muito foi a brilhante mistura, sem um destaque a nenhum instrumento e tudo a soar muito bem, o é um caso cada vez mais raro. Este será um disco para nos acompanhar ao longo deste ano, que promete ser um profícuo ano de jazz.

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Moonshiners em Ponte de Lima – Report

Moonshiners - Teatro Diogo Bernardes - Ponte de Lima
20 de Janeiro de 2018
Texto e Fotos de Miguel Estima

Aconteceu no passado sábado 20 de Janeiro a chegada dos Moonshiners a território Limiano num concerto que decorreu no belíssimo Teatro Diogo Bernardes em Ponte de Lima. Vieram na bagagem com o o álbum novo “Proibition Edition” a ser lançado já no próximo mês de Fevereiro.

O concerto foi, como habitualmente, apoteótico, com uma energia exuberante a banda aqueceu o ambiente da fria noite limiana, convidando a um pezinho de dança, como já vem sendo habitual. Aguardado com ansiedade pelo novo disco, enquanto isso resta-nos ir vendo a banda a apresentar estas novas canções ao vivo.

Encontram mais fotos na página de facebook deste blog.

Paulo Silva Trio - Mãe

Disco apreciado por Miguel Estima

O disco já não é assim muito recente, mas como habitualmente, interessa mais falar de um disco quando ele nos preenche. Se temporalmente ele já foi lançado há alguns meses, isso são meras questões temporais que podem ficar desligadas e submetidas para segundo plano.
 Paulo Silva esse baterista Brasileiro que anda por Santiago de Compostela a espalhar um bocado da sua magia, cruzou-se pelo caminho com um já habitual das minha resenhas discográficas o Valentin Caamano na guitarra e juntou-se ao Alberte Rodriguez em Fevereiro de 2016, num estúdio e tocaram temas, uns originais como 6:26 do Valentim, Quatro do Alberte e Praiaba do Paulo, os restantes temas são adaptados pelo trio e gravados neste álbum.
 A poesia da língua, está neste encontro entre a musica e a simplicidade. Despojada de grandes ruídos alheios, e de floreados a mais, o disco do Paulo é um reflexo do melhor que um artista pode fazer, mostrar-se, não ter receio de ir, e se juntar com os amigos e gravar o disco. Esse encontro, que se torna uma ode às mães, pela simplicidade com que cada bocadinho do disco cabe no nosso mundo. Sabe bem e conforta-nos ouvir o disco do Paulo. E isso deve ser um bom prenúncio de um brilhante futuro que estará nos horizontes.

Ricardo Formoso – Origens


Disco apreciado por Miguel Estima

Existe algo de mágico em cada embalagem de vinte por vinte que o carimbo (editora da Associação Porta-Jazz) coloca em cada edição. Faz com que cada disco seja único, não só por ser de edição numerada, como pelo formato pouco convencional para CD.
 Este Origens é o quadragésimo primeiro disco. Veio cheio de energia, com uma sonoridade muito própria. O Ricardo é da Corunha, estudou no conservatório da cidade natal, e seguiu estudos na ESMAE, gostou tanto do nosso país que decidiu descer mais um bocadinho e está neste momento nas margens do Mondego a desenvolver a sua actividade como músico e docente no Curso Profissional de Jazz do Conservatório de Coimbra.
O disco pretende ser auto-biográfico. Começando logo num bebop com “Povo Celta”, não poderia estar melhor o titulo para alguém que sabe de onde vem. Neste disco conta com o mestre Carlos Azevedo no piano, o José Carlos Barbosa no contrabaixo, o Marcos Cavaleiro na bateria, e ainda a participação especial do André Fernandes na guitarra em dois temas.
É um disco riquíssimo instrumentalmente, deste jovem trompetista que mostra uma maturidade muito própria ao longo dos sete temas, numa afirmação no Jazz sem um rotulo muito concreto, essas coisas de Europeu ou Ibérico tem um valor pouco determinante no momento que estamos a ouvir um disco. Tem um toque especial, o Ricardo absorveu como uma esponja um pouco da cultura desde a sua cidade natal, passando pela invicta e não descurando a nobre Coimbra. Com uma pitada de swing no ultimo tema do disco que promete ser um desvio para o rapaz certinho e atinadinho do jazz dos seis primeiro temas, elevando o disco para outro patamar mais funky.
Estamos perante um Brilhante trabalho que merece ser ouvido ao vivo num club onde o jazz seja devidamente valorizado. Porque a verdadeira essência do jazz está num ambiente próprio! E disso tenho a certeza que o Ricardo Formoso cria bons momentos com seu quarteto pelos clubs onde vão passando.

André Rosinha – Pórtico

Disco apreciado por Miguel Estima

Contrabaixo é capaz de ser um dos instrumentos que a nível pessoal mais me cativam dentro do jazz, depois o vibrafone, o saxofone, o piano. E poderia ir numa escala de instrumentos que aprecio mais ou menos. Poderia falar de muita coisa, como estar a escrever a critica naquele que é considerado o dia mais triste do ano. Mas porra, o disco é alegre, então?
André Rosinha, lançou no inicio deste ano o primeiro disco de originais “Pórtico”, pela Robalo Music. A editora indie do jazz, que revela a cada instante um grande nome do jazz, que anda meio escondido, ou diria, desculpem a minha ignorância ou falta de apreciação, escondido atrás de outros músicos que são mais reconhecidos. Quando estava a preparar esse texto fui cuscar para escrever alguma coisa de jeito e reparei que já fotografei o moço, esteve em Vilar de Mouros, com o Júlio e Salvador. E assim vai a cena, um dia sobem aos holofotes com um disco como líder e os escribas que se amanhem com a falta de esperteza de não os terem descoberto antes.
Pórtico é um disco singelo, com sete temas todos eles melodicamente bem executados, já que conta com uma base forte do vibrafone do Eduardo Cardinho, um toque do tradicional com o acordeão do João Barradas, o saxofone do Albert Cirera e uma bateria muito sublime do Bruno Pedroso. Num ritmo calmo, sem grande imposição André Rosinha e o seu contrabaixo, respiram de uma forma muito natural.
 Ele desliza calmamente ao longo do tempo, é fresco e suave, faz-nos sentir bem num dia de inverno, fica perfeito como banda sonora, com chuva ou nevoeiro, como à beira do rio Minho quando comecei a pensar neste texto.
 Se o ano de 2017 foi muito profícuo, 2018 começou de uma forma particularmente interessante com este “Pórtico”.

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Agenda - Acorda à Tarde 2018

Acorda à Tarde - Ciclo de Concertos de Cordas
Laboratório das Artes - Teatro da Vista Alegre


É já este fim de semana que começa a edição de 2018 do Acorda à Tarde, o ciclo de concertos que nos obriga a deixar o sofá nas tardes de domingo e nos obriga a ir até à Vista Alegre para rever ou conhecer projectos musicais que assentam a sua música em cordas.
Depois dos excelentes momentos sentidos no ano passado, as propostas para este anos são:

28 de Janeiro - Lavoisier
11 de Fevereiro - B Fachada
18 de Fevereiro - Josephine Foster & Ka Baird
11 de Março - Sarah McCoy

Os concertos são sempre às 16h, logo seguidos de chá, bolinhos e uma boa conversada com os músicos intervenientes.