sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Dear Telephone - Cut

Novo álbum apreciado por Miguel Estima

Comecemos por alertar que este segunda longa duração da banda de Barcelos, não é tão easy listening como o primeiro disco “Táxi Ballad” editado em Maio de 2013.
Existe uma maturidade ao longo deste processo, para além da estrada todos os músicos fazem parte de outras bandas. Neste regresso em 2017, tiveram ao leme Nelson Carvalho, um dos produtores mais respeitados na cena musical nacional. E assim sendo este “Cut” respira destas experiências, evoluiu muito, ganhou corpo, mais elaborado e mais sofisticado.
O quarteto funcionou como um todo, não deixando espaço para um solo inusitado. Criativos como já nos habituaram, este disco transporta-nos para um lugar especial, um sítio onde nos sentimos como em casa, nestas novas texturas tão visuais como sensoriais, numa experiência que acontece a cada segundo deste disco.
Arrisco-me a dizer que “Cut” será provavelmente um dos melhores discos editados neste ano.
O single “Slit” foi lançado no passado dia 20 de Setembro.

O álbum será apresentado ao vivo no Theatro Gil Vicente em Barcelos nos dias 26 e 27 de Outubro.

Festival Oito 24 - Um Dia em Espinho - Foto Report

Festival Oito 24 - Espinho - 26 de Agosto 2017

Depois de várias passagens pela cidade em trabalho, pela primeira vez, graças ao Festival Oito 24, tive a oportunidade de conhecer Espinho, como deve ser.
A oferta para este magnífico dia de Verão, não ficava a dever nada a qualquer um dos festivais que "assola" o país nesta época do ano.
A proposta, para qualquer amante de música era irrecusável, TóTrips e João Doce, Lavoisier, Chalo Correia, Miguel Quintão, White Haus e Sean Riley & The Slowriders, em vários pontos da cidade, permitindo conhecê-la de outra forma, e com tempo para jantar e tudo. Que mais podíamos nós pedir?
Qualquer dos concertos foram grandes momentos musicais que despertaram as melhores sensações que podemos ter.
Foi, sem dúvida um grande dia para desfrutar.
Tó Trips e João Doce na Biblioteca Municipal
Álbum completo aqui.
Lavoisier na Rua 19

Álbum completo aqui.
Chalo Correia na Esplanada da Praia da Baía
Álbum completo aqui.
Miguel Quintão na Esplanada da Praia da Baía
White Haus na Alameda 8
Álbum completo aqui.
Sean Riley & The Slowriders na Alameda 8
Álbum completo aqui.

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

S. Pedro - O Fim

De mansinho, quase em segredo, lançou "O Fim", um disco com uma dúzia de canções, muito bem escritas, que falam de amores, desamores, amizades, quotidianos, enfim, da vida...
S. Pedro foi o nome que escolheu para dar nome à música que tem feito desde que saiu dos Doismileoito e podem ficar a saber tudo sobre ele aqui.
Suavemente, com a voz que nasceu, a sua música vai-se entranhando e, quando damos por ela, já estamos a traulitar as suas melodias.
Sem grandes aparatos ou promoções, este disco vai-se impondo como um dos discos de 2017.
No início de Agosto, o Pedro, decidiu oferecer o disco a quem o quiser apanhar e é via bandcamp que o podemos descarregar gratuitamente e ficar com ele para sempre.
Daqui d'A Certeza da Música leva um Muito Bom e o desejo de que não pare de escrever canções que nos encantam assim.
Deixo-vos com o vídeo de Joaquim, em jeito de iniciação:

Agenda - Sean Riley & The Slowriders - Farewell Tour 2017

De repente, já passaram 10 anos, desde que a banda dos clássicos imediatos - Sean Riley & The Slowriders - nos apresentou "Farewell" e, desde aí, as nossas vidas mudaram.
Em 2007, "Moving On" foi o single de apresentação e ainda hoje e, provavelmente, daqui a cem anos, vai continuar a saber bem ouvir:


Desde aí, na medida do possível, têm construído uma bela carreira, alicerçada em grandes canções. Nenhum concerto desilude e estão cada vez melhores.
Pessoalmente, vou ter muito gosto em reencontrá-los no Teatro Aveirense, mas não vai ser só por aí que eles vão andar.
 Vão ser oito concertos que vão permitir reviver aqueles primeiros tempos e, como eles cantam no disco, deixar os bons tempos rolar.

Agenda - Mão Morta - Tour Mutantes s.21

a comemoração dos 25 anos do álbum "Mutantes s.21" já tem andado a percorrer o país, com a chegada do Outono e Inverno, já foram confirmadas mais algumas datas:
29 de Setembro - Teatro Aveirense
11 de Novembro - Festival Lux Interior - Coimbra
18 de Novembro - Culturgest - Lisboa
9 de Dezembro - Cineteatro António Lamoso - Santa Maria da Feira
É sempre bom celebrar o aniversário de um álbum marcante na carreira da mítica banda bracarense.
Cada vez que tento descrever a diferença entre o que considero "música boa" e a outra, o critério que mais utilizo é o da intemporalidade e este disco é um dos seus melhores exemplos. O tempo não passou por aqui e cada vez que pego nele, sinto que ainda se mantém bastante actual.
Tive o prazer de trabalhar na organização de um dos concertos que apresentou o Mutantes ao mundo, foi há 25 anos, no, já desaparecido, Pavilhão das Feiras de Aveiro. Estive na bilheteira, mas ainda consegui assistir a grande parte do concerto.
Graças à evolução da tecnologia, encontrei recentemente imagens desse concerto, onde revejo algumas caras conhecidas, o som não é o melhor, mas dá para ter uma ideia da loucura que foi, aqui fica o registo:

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Agenda - Madrasta na Sala Estúdio do TA

Madrasta - Sala Estúdio do Teatro Aveirense
Quinta-Feira dia 14 de Setembro - 21.30h

É já amanhã que os Madrasta vêm à Sala Estúdio do Teatro Aveirense para nos pôr a viajar ao som da sua música.
Os bilhetes custam 3€.

Podem ir treinando ouvindo-os no seu bandcamp.

Grandfather's House - Diving - 15 de Setembro

Como se costuma dizer relativamente a discos portugueses cantados em "estrangeiro", nem parece português. Só que este, é feito por portugueses e está muito bom mesmo. O disco só sai dia 15, mas já tive o prazer de o ouvir. Para mim foi uma enorme surpresa, e sinto-me na "obrigação" de dizer a todos que o ouçam de ponta a ponta e como tal aconselho-o vivamente.

Este é o seu segundo single:


Para conhecerem melhor...

Foto de Tiago da Cunha
 ...cliquem em Ler Mais.

D-Phragma - Mixtape vol. I

Nos dias de hoje, é cada vez mais difícil quebrar as barreiras da comunicação e chegar aos potenciais admiradores de música, mesmo quando ela é boa.
A oferta é tanta que mesmo os conhecedores, não chegam a todo o lado. Os D-Phragma chegaram-se a mim e foi gratificante conhecer a sua música.
Por agora, em "Amargor", oferecem-nos três temas - "Monstro", "Bordel" e "Sem Lugar" - que, pela amostra, tornam fácil adivinhar que o que está para vir, vai ser muito bom.
Cantam em português e encaixam perfeitamente as palavras no som. Vai ser um prazer seguir este projecto nascido em Almada.
Cliquem em ler mais para os ficarem a conhecer melhor.

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Time For T lançam Hoping Something Anything - 15 de Setembro

O disco sai dia 15 de Setembro, mas antes disso já temos o vídeo de "Ronda", o single de antecipação que "rouba" o nome a uma localidade espanhola.
Andando eles a espalhar a sua música pelo mundo, o vídeo não podia deixar de mostrar esse espírito "andarilho", ora vejam:
Em breve, voltarei a este disco.

Tomara edita Favourite Ghost - 22 de Setembro

De certeza que já o viram em palco, de certeza que já viram vídeos feitos por ele e de certeza que, se eu disser que Tomara é o Filipe Monteiro - o genial músico que acompanhou a Rita Redshoes, durante muitos anos e que, já há alguns anos faz equipa com a Márcia - já conseguem "localizar" a pessoa.
Tomara é o nome que escolheu e no disco "Favourite Ghost" que sai dia 22 de Setembro e mostra a música que traz dentro de si.
É obrigatório acompanhar este novo passo do Filipe, por isso, aqui deixo "For No Reason", o segundo single, para irem conhecendo melhor o que aí vem:

Em breve voltarei a falar do disco.

Vilar de Mouros 2017 - Foto-Reportagem

EDP Vilar de Mouros 2017 - 24 a 26 de Agosto
Fotos de Miguel Estima e Miguel Pereira

Quem gosta de música, sabe que a música não tem tempo, há quem anseie encontrar a "Next Big Thing" e há quem goste de desfrutar de "amores antigos". O Festival Vilar de Mouros apela claramente aos segundos, mas não desampara os primeiros.
A esta simpática localidade que, desde há muito, contribui para a história da música ao vivo em Portugal, rumaram mais de duas dezenas de milhar para matar saudades ou conhecer algumas novidades do chamado Pop/Rock mundial.
Desde que o Festival voltou às edições regulares, parece ter encontrado o seu público alvo e não deixou de aumentar o número de espectadores.
Espera-se ainda mais e melhor para as próxiams edições.
Jesus & The Mary Chain

Vejam as fotos do primeiro dia aqui.
Golden Slumbers
Vejam as fotos do segundo dia aqui

Bob Geldof
.Vejam as fotos do terceiro dia aqui.
Agora que venha 2018!